Chaves recebe FC Porto, sedento de vingança pela goleada no Dragão

Foto: Liga Portugal

Valentes Transmontanos recebem o primeiro classificado da Liga NOS, numa prova de fogo logo a abrir a segunda volta.

 

A segunda volta do campeonato está já aí e o Chaves começa logo com uma prova de fogo em pleno Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira, com a recepção ao campeão nacional e atual primeiro classificado FC Porto.

 

Naquela que será a estreia de Tiago Fernandes em jogos contra equipas maiores, o conjunto azul-grená conta com várias novidades no plantel em relação ao jogo da primeira volta, onde o Chaves foi derrotado impiedosamente por 5-0 no estádio do Dragão. Costinha, Erdem Sen, Calasan e Luther Singh são reforços de inverno que podem estar disponíveis para defrontar os azuis-e-brancos, com o sul-africano a evitar a suspensão por acumulação de amarelos devido à FPF não contar com as admoestações na II Liga, enquanto Rúben Macedo está impedido de jogar por estar emprestado pelo Porto.

 

Do outro lado está uma formação portuense vinda de um empate a zero em Alvalade para o campeonato e de um exaustivo prolongamento para a Taça de Portugal frente ao Leixões. Na Taça, Sérgio Conceição ainda rodou o plantel, dando oportunidade a jogadores menos utilizados, mas mesmo assim há elementos como Felipe, Alex Teles e Herrera que cumpriram os 120 minutos. Tendo em conta que apenas há três dias de descanso até ao duelo em Trás-os-Montes, o Porto pode não estar nas melhores condições físicas.

 

Tiago Fernandes: «Tudo faremos para levar alguma coisa do jogo»

 

Sobre o adversário, Tiago Fernandes espera a “melhor equipa do campeonato”, mas garante que o Desportivo quer conseguir pontos: “Tudo faremos para levar alguma coisa do jogo, sabendo que o FC Porto é neste momento a melhor equipa do campeonato português, a que está mais forte, porque está em primeiro e tem o melhor treinador.

 

O técnico flaviense deixou elogios ao treinador adversário, assumindo uma boa relação entre ambos: “O Sérgio Conceição é um exemplo para mim como treinador, pai e amigo. Ele tem mau perder, eu também tenho, e ninguém vai querer perder, mas depois do jogo seremos amigos como o normal”.

 

Sobre as ausências de Marcão, Eustáquio, Rúben Macedo e Paulinho, titulares frente ao Tondela, Tiago Fernandes viu o copo meio cheio, apontando a oportunidade para jogadores menos utilizados: “O facto de não contarmos com quatro jogadores titulares do último jogo apenas serve para dar oportunidades a outros de mostrarem o seu valor e eu saber que posso contar com eles”.

 

A finalizar, o treinador do Chaves garantiu que os novos jogadores estão “preparados a jogar”, mas deixou para a hora do jogo se apostará nos reforços de inverno.

 

Outras publicações

Leave a Comment