GD Chaves 2022/2023: Equipa ambiciona a manutenção com bom futebol

Fonte: GD Chaves

 

O mercado tem corrido a conta-gotas no Municipal, mas o Desportivo de Chaves vai ganhando forma para a nova época.

 

Entre jovens com potencial e um ou outro nome com mais experiência, os flavienses colocam as fichas na continuidade de alguns dos mais importantes jogadores da época passada.

 

O regresso à Primeira Liga é visto com esperança, mas a febre azul-grená está a ganhar chama. Prova disso são as vendas de camisolas.

 

Vítor Campelos quer bom futebol em Trás-os-Montes 

 

Vítor Campelos com Héctor Hernández, um dos reforços para a nova época Fonte: GD Chaves

 

Em entrevista à Sport TV, o treinador do GD Chaves espera que a equipa mostre bom futebol aos adeptos, mas ainda aguarda por ter o plantel fechado.

 

“Diz-se que “em equipa que ganha, não se mexe”. Não sou 100% apologista disso, mas acho que ficámos com algumas peças que nos dão garantias. Estamos a trabalhar bem, para estarmos ao melhor nível”, diz Campelos, que quer mais reforços:

 

Vítor Campelos comandou a equipa no Municipal, com os três reforços à disposição Fonte: GD Chaves

 

Vão chegar mais jogadores. Recrutámos jogadores com alguma experiência, outros mais jovens mas com potencial”, aponta.

 

Quanto ao regresso à Primeira Liga, a expetativa é “consolidar o Chaves no campeonato” e chamar adeptos com “um futebol de qualidade”. 

 

Juninho: “Muito feliz pela minha primeira época na Primeira” 

 

Juninho soma três golos esta pré-época Fonte: GD Chaves

 

Da parte dos jogadores o porta-voz é Juninho, um dos muitos estreantes na Primeira Liga pelo Desportivo. O verão é de muito trabalho, mas a confiança está alta.

 

“Início está a ser muito corrido, ainda por cima com calor. Estou muito feliz pela minha primeira época na Primeira. Estamos a fazer um grupo forte e unido e assim podemos fazer uma boa época.”

 

O avançado brasileiro vem de uma temporada abaixo do esperado, mas com a equipa na Primeira espera-se o regresso ao melhor nível do extremo.

 

Diretor Desportivo quer jogadores que “lutem” pelos adeptos 

 

Paulo Cabral com a equipa técnica no jogo da subida Fonte: GD Chaves

 

À frente do futebol flaviense mantém-se Paulo Cabral, antigo internacional português que chegou a Chaves no último verão. Conhecedor da Primeira Liga, avança com o que espera do Desportivo.

 

“As dificuldades vão ser imensas. Vamos tentar seguir o trabalho do ano passado, que foi bem feito. O Chaves merece estar na Primeira, é um desafio, mas estamos a construir uma equipa forte”, diz o antigo defesa do Benfica.

 

Em plena altura de transferências, Cabral aponta a mais contratações para os flavienses: “Estamos a fazer alguns ajustes, os alvos estão identificados. Os reforços estão a chegar, estamos ativos, falta meia dúzia de jogadores, nada mais.” 

 

Camisolas voam da loja: “Já vendemos duas mil unidades” 

 

A nova camisola principal dos flavienses Fonte: GD Chaves

 

Chaves de Primeira é sinónimo de energia azul-grená espalhada pela cidade e prova disso é a loja do Desportivo de Chaves, que tem vivido um corrupio nos últimos dias.

 

“Já vendemos 2 mil camisolas. Para nós ainda é um número baixo, estamos habituados a vender muito mais, mas no futebol português é um número bem apetecível”, afirma o diretor de comunicação Sérgio Mota.

 

A febre pelo Chaves ainda vai no início, com cerca de duas semanas até ao início da época e com a chegada dos emigrantes aí à porta: “Vêm aí os emigrantes, o mês de agosto está a chegar e o Desportivo de Chaves tem muito do apoio no mercado da saudade, nos países com muitos flavienses emigrantes: Estados Unidos, França, Suíça, Canadá…”, aponta.

 

Ainda faltam alguns jogos particulares ao GD Chaves, mas o arranque do campeonato já está aí à porta. No fim-de-semana de sete de agosto, os Valentes Transmontanos voltam a jogar na Primeira três anos depois.

Outras publicações

Leave a Comment