Quarteto de excedentários por resolver no GD Chaves

Fonte: GD Chaves

 

O mercado de verão entra o último mês e ainda ha incógnitas no plantel flaviense. Enquanto os adeptos suspiram por um extremo de qualidade, há vários nomes por colocar numa casa que precisa de uma limpeza.

 

Os extremos Picas e Pedro Ribeiro são dossiers fechados no Municipal: o jogador português é emprestado ao Fafe, que atua na Liga 3, enquanto o internacional angolanoé cedido pelo Torreense até final da época. Já o guarda-redes Bruno Pio vai jogar na equipa satélite.

 

Mas há casos por resolver: Rúben Pereira e Guilherme, dois defesas que jogaram durante a pré-época, vêm de uma época em que jogaram maioritariamente no Pedras Salgadas. No entanto, a saída é uma possibilidade, especialmente no caso do português que já tem 24 anos.

 

Picas emprestado ao Torreense, da Segunda Liga Fonte: GD Chaves

 

No meio-campo Talysson Catatau é outro caso para resolver, depois de também ter jogado no Pedras Salgadas na última época e agora ter estado presente nos trabalho de Vítor Campelos.

 

No ataque, Nicolas poderá sair em definitivo, dado que já tem 23 anos e nunca singrou de azul-grená.

 

O Desportivo de Chaves faz os últimos retoques antes do regresso à Primeira Liga, agendado para domingo às 20H30. No entanto, o mercado ainda pode mexer até ao fecho.

Outras publicações

Leave a Comment