Ricarod Chaves como treinador adjunto do GD Chaves

Ricardo Chaves: A estrela valpacense

Ricarod Chaves como treinador adjunto do GD Chaves
Fonte: GD Chaves

 

Flaviense de nome, mas valpacense de nascença, Ricardo Chaves foi uma das grandes lendas do Grupo Desportivo de Chaves no novo século. De hovem promessa chegou a capitão, saiu rumo a voos maiores e ganhou troféus, com destaque para a Taça de Portugal ao serviço do V. Setúbal. Por 210 vezes vestiu de azul-grená, numa carreira onde só faltou uma coisa: levar os Valentes Transmontanos à Primeira Liga.

 

Mas voltemos atrás no tempo, às origens do histório médio defensivo no GD Valpaços. Fez quase toda a formação no clube da terra, até dar o salto para o maior clube de Trás-os-Montes, na altura ainda na Primeira Liga.

Ricardo Chaves numa das equipas do Desportivo Fonte: Facebook Ricardo Chaves

Cumprida uma época nos juniores e um empréstimo ao Vila Pouca, estreou-se pelo GD Chaves a 18 de outubro de 1998, com apenas três minutos jogados num empate 1-1 frente ao Marítimo. Novo jogo só em maio, já com os flavienses despromovidos, numa derrota por 4-1 com o Campomaiorense.

 

A descida só trouxe dificuldades ao emblema flaviense, que se viu com quase crónicos problemas financeiros desde então.

Ricardo Chaves na equipa do GD Chaves da época 2002/2003
Ricardo Chaves na equipa do GD Chaves da época 2002/2003 Fonte: Facebook Ricardo Chaves

Mas entre o caos, também surgiu a oportunidade (e obrigação) de apostar na formação, com nomes como João Alves, Riça, Tony e, precisamente, Ricardo Chaves a ganharem espaço no plantel.

 

Foram cinco épocas de Ricardo Chaves como titular regular nos Valentes Transmontanos. Os treinadores passavam, mas a invejável qualidade e entrega do médio defensivo mantinham-se.

João Alves e Ricardo Chaves no aeroporto durante uma deslocação à Madeira
João Alves e Ricardo Chaves no aeroporto durante uma deslocação à Madeira Fonte: Facebook Paulo Rosa

Foram mais de 120 jogos de Chaves ao peito nessa primeira passagem, com 17 golos apontados, que lhe valeram a saída para o V. Setúbal, com o GD Chaves a ficar com 20% do passe. No sentido inverso chegaram os emprestados Tiago Sousa e Costa, que tiveram uma passagem modesta pelo Municipal, bem diferente da grande influência de Ricardo Chaves além Marão.




Esteve quatro épocas no estádio do Bonfim, com uma passagem pelo SC braga pelo meio, e foi nos sadinos que conquistou dois troféus nacionais: primeiro a Taça de Portugal logo na época de estreia e com um golo do próprio Ricardo Chaves na vitória por 2-1 frente ao Benfica. Ssguiu-se a Taça da Liga, logo na primeira edição, com um triunfo nos penálti diante do Sporting em 2007/2008.

 

Depois de ser um ícone no Vitória de Setúbal, foi dois anos para o Rio Ave, onde perdeu influência. Seguiu-se uma época modesta no CD Aves, já na Segunda Liga, até ao regresso a casa.

 

 

Estávamos em 2012/2013 quando Ricardo Chaves aceita representar o Desportivo na II Divisão B, numa época de encher o coração a qualquer adepto: foi titularíssimo, marcou dois golos e levantou o troféu de campeão nacional.

Ricarod Chaves com a equipa que se tornou campeã nacional da II Divisão B
Ricarod Chaves com a equipa que se tornou campeã nacional da II Divisão B Fonte: Facebook Ricardo Chaves

Uma conquista que, nas palavras do médio defensivo, foi a maior da carreira: “Só tive três títulos na carreira, não vou desrespeitar o V. Setúbal, mas o título que consegui no Chaves, que foi só da II Divisão B, foi uma loucura para mim.”

 

Ainda fez uma época e meia na Segunda Liga, até ficar como treinador adjunto de Carlos Pinto numa época dolorosa, com a subida a escapar entre os dedos dos Valentes Transmontanos. Ainda jogou uma época no Mirandela, até pendurar as botas de vez.

 

Ricardo Chaves é um dos grandes nomes transmontanos deste século e é inegável a dedicação ao conjunto azul-grená. Chegou a treinar os juniores em 2017/2018 e, agora, é treinador adjunto do CD Nacional, mas já deixou a porta aberta a um regresso ao Municipal. Uma casa onde foi feliz e fez os adeptos do GD Chaves felizes.

 

PERFIL DO JOGADOR

 

Nome: Ricardo Alberto Medeiros Chaves

 

Data de nascimento: 27-10-1977

 

Naturalidade: Valpaços

 

Posição: Médio defensivo

 

Clubes na carreira: GD Valpaços (1993/1994 a 1995/1996), GD Chaves (1996/1997 a 2003/2004; 2012/2013 a 2014/2015), Vila Pouca (1997/1998), V. Setúbal (2004/2005 a 2008/2009), SC Braga (2006/2007), Rio Ave (2009/2010 a 2010/2011), CD Aves (2011/2012), Mirandela (2015/2016)

Start a Conversation

O seu endereço de email não será publicado.