Equipa Principal

Bruno Langa é titularíssimo no GD Chaves: “Trabalhei e agarrei a oportunidade”

Bruno Langa com a camisola do GD Chaves
Fonte: GD Chaves

 

Chegou do Amora no início da época, começou discreto mas agarrou a titularidade na lateral esquerda após a lesão de Bruno Teles. Langa, internacional moçambicano, é uma das figuras de destaque do GD Chaves de Vítor Campelos e explica o que mudou nas exibições desde o início da época de estreia no futebol profissional, em entrevista à Liga Portugal.

 

“Fiz poucos jogos no início da época, não estava na minha melhor forma. Trabalhei, surgiu a oportunidade, agarrei-a e as vitórias têm aparecido. O meu colega de posição [Joel Ferreira] tem-me ajudado a crescer”, afirma.

 

 

O arranque da época foi de desilusão no conjunto azul-grená, com muitas dificuldades em conseguir vitórias nos primeiros jogos, mas a equipa conseguir dar a volta:

 

“Foi o espírito da equipa. Temos bons jogadores, mas não é só isso que nos traz onde estamos hoje. Foi preciso trabalho.” – Bruno Langa, entrevista à Liga Portugal

 

Dono da lateral esquerda do Desportivo de Chaves, Langa faz uma retrospetiva à carreira, em que nem sempre o internacional moçambicano jogou na ala: “No início jogava a médio, em Moçambique. Depois passei a extremo, comecei a fazer alguns golos e tive oportunidade de vir para cá, onde passei a lateral. Acho que sou mais forte de trás para a frente.”

 

 

Em pleno balneário do Desportivo, recorda a palestra de um dos melhores jogos da temporada, diante do Casa Pia: “Ao intervalo, estávamos bem. Sofremos o primeiro golo, mas conseguimos empatar. O mister falou pouco, o que não é normal, e passou boa energia e tranquilidade à equipa. Por isso entrámos ainda mais confiantes e ganhámos 4-1.”

 

Quando não joga pelos Valentes Transmontanos, Langa tem lugar na seleção de Moçambique, por quem soma sete internacionalizações: “Ir à seleção nacional é um orgulho. Para a minha família também, não chegaram a acreditar. Jogo mais marcante? A estreia, com a Namíbia, tinha 17 anos. Entrei com tranquilidade com o mister Abel Xavier.”

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.