GD Chaves 1-3 Vermoim: Nem no Natal a sorte está do lado das Valentes Transmontanas

Conjunto azul-grená bem tentou chegar à primeira vitória da época, mas voltou a ser assombrada pelo azar e mantém-se no último lugar.

 

Não é só a equipa de futebol que tem de ir à bruxa. Também no último lugar, a equipa de Futsal Feminino recebeu o Vermoim, 2° classificado, e conseguiu ter oportunidades para levar de vencida a formação adversária, mas os ressaltos ou os postes evitaram constantemente o golo flaviense, onde tudo correu bem à equipa adversária.

 

As primeiras oportunidades favoreceram as transmontanas, primeiro com a capitã Ana Batista a rematar para defesa da guarda-redes adversária e depois Kaká a atirar ligeiramente ao lado. Na resposta brilhou Lita, a guarda-redes flaviense, que defendeu o remate adversário com grandes reflexos. Aos 13 minutos acabou por aparecer o golo das visitantes, com um remate forte a inaugurar o marcador para o Vermoim.

 

A perder, começou a ser o azar a bafejar as Valentes Transmontanas, com Rita Melo a tentar o empate mas a bola a embater no poste, não conseguindo acertar com a baliza na recarga. Para juntar insulto à injúria, na resposta o Vermoim chega ao segundo golo num contra-ataque rápido. Ainda antes do intervalo, as flavienses quase reduziram a desvantagem, mas o inevitável poste voltou a evitar o golo do Desportivo.

 

Na segunda parte as visitantes foram mais perigosas e chegaram ao terceiro golo a 10 minutos do fim. Num lance de ressaltos ganhos sobre a defesa flaviense, a bola sobrou para um remate forte que dilatou o marcador. As atletas comandadas por Rute Carvalho apostaram no guarda-redes avançado, mas nem num livre de 10 metros conseguiram bater a guardiã contrária. Já no final do encontro, lá apareceu o golo de honra, com Rute, a passe de Daniela Campos, a marcar.

 

Com esta derrota, a equipa de Futsal Feminino do Desportivo de Chaves continua no último lugar da zona norte da I Divisão após 12 jornadas.

 

Declarações

 

Rute Carvalho: “Não posso estar mais orgulhosa de uma equipa que, contra uma equipa que já garantiu o playoff de campeão e com a capitã da seleção nacional a jogar 40 minutos, colocou em sentido e as deixou a tremer. Com um livre de 10 metros falhado, duas bolas no poste com o jogo a zero, esta equipa, com o que trabalha e o que joga, em situações normais estaria com muitos mais pontos.”

Outras publicações

Leave a Comment