GD Chaves 2-1 Tondela: Dois deliciosos pontapés na crise

Valentes Transmontanos regressam finalmente às vitórias com um triunfo suado diante da equipa tondelense.

E eis que, quatro meses depois, o Desportivo de Chaves consegue uma vitória para o campeonato. Depois de uma série negra de 11 jogos sem ganhar, o conjunto azul-grená voltou finalmente aos triunfos e conseguiu dissipar algumas nuvens sobre o futuro do Desportivo na Primeira Liga. Num jogo de “tudo ou nada” frente a um Tondela motivado por uma vitória contra o Sporting, Tiago Fernandes apresentou o estreante Rúben Macedo e o regressado André Luís de início, com ambos a terem uma boa prestação.

O jogo começou nervoso para a turma flaviense, como tem sido apanágio nos últimos jogos devido às posição difícil na tabela, e o Tondela tomou as rédeas da partida e criou mais perigo enquanto o Chaves continuava com dificuldades em fazer a bola chegar ao último terço. Porém, foi mesmo o Desportivo a adiantar-se no marcador, com Marcão a falhar um penálti no seu último jogo pelo Desportivo, mas André Luís a aproveitar a recarga. Apesar da vantagem, o Chaves manteve algum nervosismo com o resultado magro e ainda antes do intervalo houve um calafrio para os adeptos do Chaves após um jogador do Tondela aparecer sozinho na área e a atirar à baliza, mas António Filipe respondeu com uma grande defesa.

Na segunda parte pedia-se concentração e segurança aos homens de azul-grená, mas logo a abrir houve mais um suspiro de alívio para os adeptos flavienses: Marcão oferece um livre à entrada da área para os visitantes e Xavier atira para uma fantástica defesa de António Filipe, seguida de um falhanço incrível de Arango com a baliza escancarada. O Tondela estava perigoso no segundo tempo, mas um contra-ataque consumaria o triunfo flaviense, com um canto aos 57 minutos a ser aliviado e a acabar nos pés de Rúben Macedo, que lança Luther Singh e o sul-africano a deixar um defesa para trás e fuzilar Cláudio Ramos. Tiago Fernandes lançou Jefferson para suster a vantagem e o Chaves mostrou-se seguro durante o resto do jogo, mas permitiu ao Tondela reduzir a desvantagem no último suspiro, após Paulinho conceder um penálti e a ser amarelado, ficando de fora do jogo contra o FC Porto.

Com esta vitória o Desportivo termina com uma seca de 11 jogos sem ganhar na Liga NOS e fica com 12 pontos no fecho da 1ª volta, a quatro pontos da linha de água.

Outras publicações

Leave a Comment