Equipa Principal

OFICIAL: Daniel Ramos despedido do Chaves

Treinador vilacondense não resistiu aos maus resultados e sai do Desportivo após a sexta derrota consecutiva no campeonato.

 

Durou seis meses a segunda aventura de Daniel Ramos ao serviço do Desportivo de Chaves. 14 anos depois da primeira passagem, o técnico regressou a Trás-os-Montes para substituir o amado Luís Castro e limpar a imagem deixada em 2004/05 na massa associativa azul-grená mas, 17 jogos depois, Ramos sai novamente pela porta pequena do Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira e com o Chaves outra vez na cauda da tabela classificativa.

 

Nesta segunda passagem por Trás-os-Montes, o treinador esteve ao comando do Desportivo em 17 jogos, somando cinco vitórias, três empates e nove derrotas. Os números são desapontantes por si, mas contando apenas os jogos do campeonato, Daniel Ramos apenas conseguiu duas vitórias e um empate em 12 jornadas de Primeira Liga, com nove desastrosas derrotas, apenas menos quatro que em toda a temporada anterior, que deixam o Chaves no último lugar da tabela com sete pontos.

 

Na primeira passagem pelo Desportivo, Daniel Ramos apenas esteve no banco em sete encontros, cinco para o campeonato, com uma vitória (para a Taça de Portugal, contra o Amora, da II B), três empates e três derrotas, deixando os Valentes Transmontanos no penúltimo lugar em novembro, lugar onde a equipa acabaria no final da época, apenas conseguindo a manutenção na secretaria, por falência do Felgueiras e Alverca.

 

Termina assim o percurso de Daniel Ramos no comando do Grupo Desportivo de Chaves, com uma caminhada desastrada e que deixa os flavienses em maus lençóis no campeonato, restando aos adeptos acreditar que o próximo timoneiro consiga dar melhor destino aos Valentes Transmontanos que aquele de 2004/05.

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.