Antevisões

10 Factos a saber sobre o GD Chaves – Varzim

Flavienses e varzinistas reencontram-se num duelo com longa história no futebol português. Eis 10 Factos a saber sobre o jogo de domingo.

1- Este será o 38° duelo entre poveiros e flavienses, com larga desvantagem para o conjunto azul-grená: 19 derrotas, 10 empates e oito vitórias.

2- Ambas as equipas já se defrontaram para a Taça da Liga. Foi em 2015/16, num jogo à porta fechada no Municipal, com derrota por 2-0 para o Desportivo.

3- Curiosamente, as vitórias mais volumosas para cada equipa foram pelos mesmos números: vitória por 6-1 dos poveiros em 1973/74, triunfo do Chaves por 6-1 em 1987/88.


4- Nos últimos 10 jogos entre Desportivo e Varzim, apenas por uma vez o Chaves conseguiu sair vencedor. Foi em 2015/16 por 1-0, com golo de Perdigão.


5- Ainda é possível para ambas as equipas seguirem para a final-four da Taça da Liga, com o Varzim a ser obrigado a vencer e a bastar um empate ao Chaves, caso o FC Porto escorregue contra o Belenenses SAD.

6- O Varzim apenas perdeu um jogo em quatro disputados na Taça da Liga esta época, num desaire por 4-2 contra o Porto. De resto, três vitórias contra Cova da Piedade, Moreirense e Belenenses SAD.

7- Já o Chaves leva uma vitória e dois empates na competição, abrindo com um empate contra o Arouca (triunfo nos penáltis), seguindo-se um empate 1-1 no Dragão já na fase de grupos, além de uma vitória no Jamor frente ao Belenenses SAD.


8- Tiago Fernandes continua à procura da primeira vitória como treinador do Desportivo de Chaves, enquanto Fernando Valente quer continuar o bom momento desde a sua chegada aos poveiros: duas vitórias em três jogos.


9- O homem-golo da equipa varzinista é o médio hondurenho Jonathan Toro com seis golos, enquanto que o Chaves voltará a apresentar o seu goleador, André Luís, após ausência autorizada.


10- Este encontro marca o reencontro de Emanuel Novo com os adeptos flavienses, depois de duas temporadas como terceiro guarda-redes no Municipal de Chaves. Já do lado do Desportivo, Ricardo Nunes reencontra o liberal onde se formou e Mika Borges a equipa onde não foi feliz em 2016/17, sendo relegado à equipa B varzinista na altura.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *