Crónicas do Topo Sul

Ac. Viseu 1-0 GD Chaves: Desportivo sem rumo está fora da Taça

Fonte: Ac. Viseu

Nem as taças salvam este Chaves sem rumo. Na visita do deprimente futebol flaviense ao Académico de Viseu, o Desportivo não mostrou nada mais que futebol pálido e mais uma página manhosa nesta época. No Fontelo, foi dia de encontros e reencontros, com João Mário, Mathaus, Latyr e Tiago Almeida – jogadores que jogaram no Desportivo quando realmente metíamos medo a alguém – a reverem os flavienses. No onze azul-grená, dois destaques: Ricardo Nunes e Niltinho regressaram, finalmente, à competição.

 

O futebol não foi grande coisa. O Desportivo até teve algumas “rédeas” da partida, ou seja, pegava na bola e mandava-a para as couves várias vezes à espera que, por milagre, chegasse a alguém.

 

Futebol sem chama das duas equipas que proporcionaram uma primeira parte aborrecida, ainda assim com um par de oportunidades para o Chaves. Primeiro, uma bola perdida sobrou para Wagner, mas o brasileiro mandou uma rosca ao lado. Depois foi Platiny, já em cima do intervalo, a estar isolado, mas o remate saiu por cima.

 

A segunda parte chegou com menos futebol. A definição das jogadas continuava horrível e só um ou outro vislumbre do jovem Batxi cortava a monotonia, mas nada de mais. No meio de tanta falta de ideias no relvado, eis que um ex-Chaves abanou com o jogo aos 68 minutos: João Mário não precisou saltar mais alto que o “baixinho” Wagner para cabecear para o 1-0 após um canto.

 

Chapada de luva branca no Desportivo, que só respondeu com – adivinharam – bolas pelo ar e preces que chegasse a alguma cabeça flaviense. Infelizmente, nada disso aconteceu e, já na compensação, o Académico Viseu ainda fez o segundo golo perante a passividade da defesa, mas o árbitro anulou (e bem) o golo por fora de jogo.

 

No final, derrota flaviense e eliminação da Taça de Portugal e mais uma prova que uma suposta temporada de subida é tão ou mais medíocre que outras onde o Desportivo não “nadava em dinheiro”. A passividade de quem manda no Chaves continua patética.

 

ONZE INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

 

Ac. Viseu: R. Janota, T. Almeida, F. Mathaus, J. Pica, L. Silva, Kelvin, J. Oliveira (F. Batista, 90′), L. Fall (D. Santos, 77′), Luisinho (Bruninho, 85′), J. Mário, J. Patric

 

GD Chaves: R. Nunes, R. Viegas, D. Galo, N. Calasan, J. Felipe (J. Gomes, 81′), Jefferson (J. Paredes, 81′), R. Guzzo, Niltinho, Wagner, J. Batxi (A. Luís, 71′), Platiny

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *