Equipa Principal

Adeptos podem regressar aos estádios a 3 de maio

Fonte: GD Chaves

 

A data ainda é uma previsão, mas começa a ser a luz ao fundo do túnel para os adeptos flavienses. No plano de desconfinamento apresentado pelo Governo, o Primeiro-Ministro apontou o dia 3 de maio como a data em que público pode regressar aos estádios de futebol. Isto, claro, se a evolução da pandemia continuar a ser favorável.

 

A lotação manter-se-á limitada, com a Direção-Geral da Saúde a definir quantos adeptos podem ter acesso às bancadas dos estádios a partir desse dia. Nos poucos exemplos de público em jogos de futebol esta época, a percentagem da capacidade permitida ronda os 10%, como aconteceu com o CD Santa Clara. Quanto ao GD Chaves, os adeptos podem voltar ao Municipal ainda antes do final da época para o jogo frente ao Leixões SC, a contar para a penúltima jornada da Segunda Liga.

 

O regresso dos adeptos aos palcos do futebol nacional pode acontecer ainda antes do dia 3 de maio, com a possibilidade em aberto de ser antecipado para 19 de abril se a evolução da Covid-19 continuar a ser positiva. Porém, esse é um cenário demasiado longínquo para poder ser pensado para já.

 

Está, assim, perto de terminar o calvário dos adeptos do GD Chaves, que não entram no Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira desde dia 8 de março de 2020, num jogo entre o Desportivo e o Varzim SC.

 

35 milhões para ajudar associações desportivas

 

Não é só o regresso aos estádios que há a destacar esta quinta-feira: o Governo anunciou um apoio de 65 milhões de euros para o Desporto. Deste valor, 35 milhões serão distribuídos pelas associações sem fins lucrativos. Isto significa que o GD Chaves (apenas o clube, ou seja, ajudas para modalidades e formação, mas não para a equipa principal) recebe uma fatia deste valor.

 

Deste pacote, há que referir que 30 milhões de euros são a fundo perdido, ou seja, não são pagos de volta. Junta-se aqui, também, um valor reforçado do Programa de Reabilitação de Instalações Desportivas de 2021, que passa de dois para cinco milhões. Mas o dinheiro também chega de outros programas, com o Programa Nacional de Desporto para Todos 2021 a passar de um para três milhões de euros. Esta verba é destinada ao desenvolvimento de atividades desportivas por parte dos clubes.

 

 

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.