Mercado de Transferências

Bruno Gallo – Novo número oito para dar experiência ao meio-campo

O Desportivo foi ao mercado buscar mais um médio para reforçar o plantel, recebendo a experiência e qualidade de Bruno Gallo, jogador que já passou por Leixões, Vit. Setúbal e Marítimo.

 

Os adeptos do Chaves acordaram com uma novidade na última quarta-feira, quando o diretor de comunicação Sérgio Mota publicou nas redes sociais que estava no aeroporto à espera de mais um reforço para a equipa principal. Já durante a tarde, foi oficialmente anunciado que Bruno Gallo, médio de 30 anos e que jogou no Qatar na última temporada, vai vestir de azul-grená nas próximas duas temporadas.

 

Experiência e qualidade no miolo

 

O mais recente reforço do Chaves já conta com uma larga experiência no futebol e com duas passagens com sucesso pelo futebol português. O médio fez toda a sua formação nos brasileiros do Vasco da Gama, concluindo o seu percurso pelas camadas jovens com um empréstimo em 2007 ao Bréscia do Rio de Janeiro, filial do homónimo italiano. Nas duas épocas seguintes fez parte do plantel principal do Vasco, mas apenas foi utilizado uma mão cheia de vezes, acabando emprestado em 2009/10 ao Leixões, então na Primeira Liga, onde começou a sua aventura em terras lusas. No estádio do Mar jogou 14 partidas, numa altura em que era utilizado como lateral-esquerdo, e foi companheiro dos ex-Chaves Laranjeiro, Braga e Nélson Lenho, numa época em que os leixonenses acabaram por descer de divisão.

 

Na temporada seguinte Bruno Gallo manteve-se na Primeira Liga ao assinar em definitivo pelo Vitória de Setúbal, mas em três temporadas nos sadinos não conseguiu ser titular de estaca, mas ainda deu para cumprir 53 jogos na equipa do Bonfim, onde não marcou nenhum golo mas conseguiu fazer várias assistências para golo. Em 2014 regressou ao Brasil após terminar contrato com o Vitória setubalense para jogar no Resende, uma equipa pequeno do Rio de Janeiro, onde fez 14 jogos e marcou 1 golo, valendo um regresso a Portugal para representar o Marítimo em 2014/15.

 

De regresso ao futebol português, protagonizou a sua melhor temporada na Primeira Liga ao serviço dos insulares, com 33 jogos e 7 golos marcados, numa temporada em que se destacou por sair da ala e passar a jogar no meio-campo, tornando-se um número 8 de grande nível e com especial apetência para marcar ao… FC Porto, o primeiro adversário do Chaves na próxima época, com destaque para o golo da vitória num 1-0 no estádio dos Barreiros para o campeonato, com um remate fantástico de primeira do jogador brasileiro. A boa época nos verde-rubros valeu-lhe um bilhete de regresso à casa de origem, para voltar a defender o Vasco no Brasileirão.

 

No estádio São Januário jogou pouco, com apenas 33 jogos disputados em três anos no Gigante da Colina, acabando por sair em 2017/18 para jogar nas arábias, indo para o país organizador do Mundial 2022 para representar o Qatar SC, onde jogou 22 encontros e marcou 4 golos, saindo em final de contrato para regressar a Portugal, onde vai representar o Grupo Desportivo de Chaves.

 

Incógnitas no meio-campo

 

A chegada de Bruno Gallo trás mais um elemento para o meio-campo do Desportivo, sendo, muito provavelmente, o substituto de Pedro Tiba, que saiu para a Polónia. Com mais um nome experiente no meio-campo, sobe para sete o número de elementos que jogam no miolo no atual plantel do Chaves, contabilizando-se três médios defensivos (Stephen Eustáquio, Jefferson e Filipe Melo), dois médios-centro (David Moura e Bruno Gallo) e dois médios mais ofensivos (João Teixeira e Bressan). Com tantos jogadores, há a possibilidade de sair algum dos trincos da equipa, com Filipe Melo a estar na linha da frente para uma possível saída, tendo em conta a sua idade e pouco tempo de jogo na última temporada.

 

De resto, correm rumores que Bressan pode estar interessado em regressar ao Brasil para representar o Criciumá, da Série B, escavando uma lacuna no meio-campo de construção do Desportivo, que só poderá ser resolvida com mais uma investida ao mercado. No caso de saída do médio bielorusso, uma alternativo poderá ser Pedrinho, do Paços de Ferreira, que não deverá continuar nos castores na II Liga, criando assim um meio-campo titular com Stephen Eustáquio-Bruno Gallo-Pedrinho. Vamos esperar por mais notícias, mas se Bressan se mantiver em Trás-os-Montes, então o meio-campo pode ser considerado fechado.

 

Bio do jogador:

 

Nome: Bruno Vieira Gallo de Oliveira

Data de Nascimento: 07-05-1988

Posição: Médio-Centro

Carreira: 2005-2009: Vasco da Gama; 2007: Bréscia-RJ; 2009/10: Leixões; 2010-2013: Vitória de Setúbal; 2014: Resende-RJ; 2014/15: Marítimo; 2015-2017: Vasco da Gama; 2017/18: Qatar SC.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *