Crónicas do Topo Sul

CD Feirense 3-1 GD Chaves: Desastre defensivo dita primeira derrota

Fonte: Liga Portugal

 

Um autêntico soco no estômago. Foi assim que o GD Chaves se sentiu após a deslocação ao terreno do CD Feirense, de onde saiu com uma pesada derrota por 3-1 e ainda sem somar qualquer vitória no arranque da temporada.

 

O CD Feirense fez da eficácia a maior arma e chegou ao golo na primeira oportunidade de relevo do jogo, com Vargas a cabecear livre de marcação para o 1-0 aos 18 minutos. O GD Chaves reagiu logo a seguir, mas o cabeceamento de Platiny foi travado por uma estirada do guarda-redes Igor.

 

Mas as coisas ficariam bem piores para os Valentes Transmontanos: Paulo Vítor volta a sair mal a um cruzamento, a bola ainda é cortada em cima da linha mas Latyr Fall, formado no GD Chaves, a fazer o 2-0 na recarga.

 

Nuno Coelho reduziu a desvantagem de penálti, mas foi expulso a seguir Fonte: Liga Portugal

 

Ainda antes do intervalo – e como o que está mal pode sempre correr pior – é assinalado um penálti por suposta falta de Bruno Langa. Chamado a marcar, Fábio Espinho conseguiu enganar o guarda-redes flaviense. Desvantagem pesada de três golos no regresso do GD Chaves aos balneários.

 

Para a segunda parte, havia muita coisa para o conjunto azul-grená recuperar e Adriano Castanheira foi o mais inconformado. Atirou uma bola ao poste aos 51 minutos e um remate à barra três minutos depois. Do lado do Feirense, Fábio Espinho testou Paulo Vítor num livre.

 

Já nos últimos 20 minutos de jogo, Juninho foi travado em falta por Ícaro e o árbitro assinalou penálti. Chamado a marcar, Nuno Coelho converteu o castigo máximo e deu alguma esperança aos adeptos flavienses. Porém, poucos minutos depois, viu o segundo amarelo e foi expulso, deixando o GD Chaves com 10 jogadores.

 

O Desportivo não conseguiu recuperar da forte desvantagem e acabou mesmo por perder por 3-1, na primeira derrota dos comandados de Vítor Campelos na Segunda Liga esta época.

 

HOMEM-DO-JOGO

 

Fonte: GD Chaves

 

Adriano Castanheira – Foi o jogador mais perigoso do GD Chaves e atirou duas bolas ao poste no segundo tempo. Com um pouco mais de pontaria podia ter dado outra cor ao marcador.

 

O DESAPARECIDO

 

Fonte: GD Chaves

 

Paulo Vítor – Terceiro jogo, terceiro erro a dar em golo para o adversário. Cada vez mostra mais dificuldades nas saídas e coloca em causa a solidez defensiva do GD Chaves. Tem de fazer muito mais.

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.