Do Melhor ao Pior

Do Melhor ao Pior no… UD Oliveirense-GD Chaves: Wellington fez a diferença

Fonte: GD Chaves

 

GD Chaves somou a primeira vitória sob o comando de Vítor Campelos, num jogo menos conseguido dos flavienses, mas onde os três pontos seguem para Trás-os-Montes.

 

Paulo Vítor – 4: Exibição segura do guarda-redes flaviense. Fez a defesa da tarde à passagem dos 60 minutos, ao esticar-se para defender um remate forte de fora da área.

 

João Correia – 3: Apostou no cruzamento, mas teve pouco sucesso. Teve mais trabalho a defender e não conssguii contribuir como nos habituou nos ataques. Mas foi uma exibição razoável.

 

Luís Rocha – 4: Esteve sólido a defender e fez um passe fantástico de longe para Wellington, que aproveitou para fazer o 1-0. Boa exibição do experiente defesa.

 

Vasco Fernandes – 3: Não foi tão extraordinário quanto o colega de posição, mas foi seguro a defender. Exibição aceitável do central de 34 anos

 

João Reis – 3: Pouco se viu no jogo, tanto para o bem como para o mal. Tem qualidade para ser muito mais letal na ala esquerda, mas hoje esteve aquém. Por outro lado, não fez da lateral esquerda uma auto-estrada para o adversário. Exibição quanto baste.

 

Nuno Coelho – 3: Uma pontuação positiva, mas arrancada a ferros porque a exibição de Nuno Coelho esteve longe do que nos habituou. Mais trapalhão com bola, não contribuiu para o jogo como devia, apesar de ajudar na parte defensiva. Não pode facilitar na distribuição de bola.

 

Luís Silva – 3: Mais uma exibição de serviços mínimos, mas bem abaixo do que Luís Silva pode fazer. Com Vítor Campelos voltámos a ter o melhor do médio, mas hoje esteve desaparecido, com pouca contribuição para o ataque flaviense. Tem de manter-se desperto para dar mais ao Desportivo.

 

João Batxi – 2: Exibição fraqui ha do jovem extremo. Batxi tem estado bem abauxo do que mostrou no início da época e parece ter pouca confiança nesta altura. Talvez um jogos no banco para refrescar a cabeça fossem positivos para o internacional sub-23 por Angola.

 

Wellington – 4: Dois jogos seguidos com Wellington em bom nível. Coisa rara! O brasileiro foi o ala mais perigoso do Desportivo e viu a exibição recompensada com um golo, o segundo consecutivo na Segunda Liga. Se mantiver a consistência, pode vir a ser muito importante no GD Chaves. Homem-do-jogo dos Valentes Transmontanos.

 

Jonathan Toro – 3: Bons 40 minutos do internacional hondurenho, mas teve o azar de se lesionar antes do intervalo. Até ter de ser substituído, foi um elemento importante na manobra ofensiva flaviense. Esperemos que a lesão não seja muito grave.

 

Roberto – 2: Uma avaliação negativa, mas muito por falta de bolas que cheguem ao ponta-de-lança. Temos visto Roberto mais perigoso no ataque nos últimos meses, mas está sempre dependente daquilo que a equipa lhe consiga dar. Num dia menos conseguido dos alas flavienses, é natural que Roberto também tenha estado desaparecido.

 

João Teixeira – 2: Que desilusão. João Teixiera substituiu Jonathan Toro antes do intervalo, mas nem se viu durante todo o jogo. Um elemento a menos no onze flaviense, em mais um jogo que mostra a inconsistência do médio. Tem talento apara muito mais que isto, mas se não rende…

 

Niltinho – 2: Esteve 20 minutos em campo, mas pouco se viu do extremo brasileiro. É certo que na altura a UD Oliveirense estava mais perigosa, mas Niltinho continua a ter dificuldades em fazer parte desta equipa. Será que as lesões levaram a melhor sobre o avançado?

 

Hélder Guedes – 0: Esteve demasiado pouco tempo em campo.

 

Nicolas Reis – 0: Idem aspas.

1 COMMENTS

  1. Com estas avaliações se percebe que este plantel nao tem grande potencial e assim nao vamos subir de divisão chegados ao fim da epoca há que chamar á responsabilidade do diretor desportivo ja que ele foi quem deu o aval para este plantel.

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.