Do Melhor ao Pior no… Varzim SC – GD Chaves: João Correia igual a si mesmo

Fonte: GD Chaves

 

O GD Chaves empatou 2-2 na visita ao Varzim SC, num belo jogo de futebol em que a vitória só fugiu em cima dos 90 minutos. Eis as notas dos 11 Valentes Transmontanos (mais quatro suplentes) que entraram em campo na tarde deste sábado.

 

Paulo Vítor – 2: Exibição aquém do guardião brasileiro. Fez algumas defesas importantes, mas falhou imenso nas saídas. Tem de se focar para fechar a bamiza flaviense.

 

João Correia – 4: Demorou a aparecer, mas levou tudo à frente quando começou a carburar. Com exibições assim, vai ser difícil mantê-lo no Desportivo.

 

Luís Rocha- 3: Boa exibição do defesa, que tentou bloquear o ataque constante do Varzim SC. Que seja para continuar.

 

Alexsandro – 3: Estreou-se a marcar com a camisola azul-grená, mas mostrou algumas limitações que tem de resolver, principalmente no passe. Mesmo assim, tem muito potencial.

 

Bruno Teles – 2: Falhou clamorosamente no primeiro golo do Varzim SC, ao falhar o corte de cabeça. Conseguiu recuperar, mas não deixou de estar aquém do que seria esperado de um lateral tão experiente.



Nuno Coelho – 3: Não deu nas vistas, mas foi sólido na tentativa de suster os ataques adversários. Continua a ser dos melhores trincos do campeonato.

 

Kevin Pina – 3: Teve os seus momentos, mas parece que é restringido por jogar ao lado de outro trinco. A dupla do meio-campo peca por não conseguir envolver-se o suficiente na transição para o ataque. Mesmo assim, exibição positiva.

 

João Teixeira – 3: Ajudou a mexer no ataque flaviense, mas fica com a exibição “manchada” pelo remate torto aos 81 minutos que poderia ter dado o 3-1.

 

Wellington – 4: Um golo e uma assistência,  que mais pedir de um extremo? Muitas vezes desvalorizado entre os adeptos, mostrou que é um jogador que pode dar muito ao Desportivo. Belo jogo do brasileiro.

 

João Batxi – 3: Continua a faltar qualquer coisa ao angolano para ser incontestável no onze flaviense. Foi melhorando com o passar dos minutos, mas ficou sem energia aos 75 minutos. Tem potencial, mas precisa de transformar o esforço em golos e assistências.

 

Juninho – 3: Um perigo constante para o adversário, Juninho continua a ser o elemento mais forte do ataque do GD Chaves, mas também teve dificuldades em quebrar o Varzim SC. Assim mesmo, conseguiu criar perigo sempre que teve espaço. Que continue no Chaves.

 

Patrick Fernandes – 3: Esteve 23 minutos em campo, mas acrescentou perigo à ofensiva do Desportivo, ao deixar a defesa adversária muito mais desconfortável. Vai ser muito útil ao longo da época.

 

Nuno Campos – 0: Nem dois minutos esteve em campo.

 

Pedro Ribeiro – 0: Refrescou a equipa ao substituir Batxi, mas não foi cedo o suficiente para evitar o empate.

 

João Mendes – 0: Não teve tempo para nada.

 

Vítor Campelos – 3: Viu a equipa começar adormecida, mas recuperou os jogadores e o Desportivo ainda fez uma boa exibição. Pecou só por mexer muito tarde na equipa, numa altura em que já havia vários jogadores exaustos. Mesmo assim, foi um arranque de época positivo para o GD Chaves, que mostrou atitude na Póvoa do Varzim.

Start a Conversation

O seu endereço de email não será publicado.