Varzim SC 2-2 GD Chaves: “Maldito” minuto 89 tira a vitória aos flavienses

Fonte: GD Chaves

 

Foi por um suspiro que o GD Chaves não arrancou com o pé direito na Segunda Liga. Na sempre difícil deslocação à Póvoa do Varzim, o Desportivo sofreu, mas também mostrou qualidade num jogo muito bem disputado. Mas, no final, os Valentes Transmontanos regressam a Chaves apenas com um ponto.

 

O arranque de jogo esteve longe de ser o ideal, com o GD Chaves a entrar desconcentrado: Paulo Vítor ofereceu a bola ao adversário aos dois minutos e quase deitou tudo a perder, mas conseguiu fazer a “mancha”. O Varzim SC continuou a criar perigo e foi uma questão de tempo até desfazer o nulo.

 

Aos 22 minutos um cruzamento do ex-Chaves apanhou Bruno Teles desprevenido e Nuno Valente fez o 1-0 num remate de primeira. Mas o golo poveiro despertou os flavienses, que rapidamente chegou ao empate: canto estudado, Wellington faz um cruzamento na direita e Alexsandro a fazer o empate, na estreia a marcar com a camisola azul-grená.

 

Os adeptos estiveram de regresso às bancadas com 80 Valentes Transmontanos na Póvoa do Varzim Fonte: GD Chaves

 

A segunda parte começou com a primeira, com uma desconcentração quase a terminar em golo para o Varzim SC, mas Paulo Vítor defendeu o remate de Agdon. No entanto, o Desportivo acordou rápido e esteve perto do golo aos 54 minutos, num remate cruzado de Juninho a obrigar Ricardo Nunes a uma grande defesa.

 

O golo tardou, mas chegou aos 61 minutos. Cruzamento de João Correia a chegar à cabeça de Wellington, que remstou colocado para o 2-1 e deixou em festa os cerca de oitenta adeptos do Desportivo que se deslocaram à Póvoa.

 

Em vantagem, os Valentes Transmontanos continuaram a criar perigo, com João Teixeira a aparecer isolado aos 81 minutos, mas a rematar torto. Depois, as pernas começaram a falhar aos jogadores e, em cima dos noventa, sofreu o empate: remate de Heliardo, a bola enrola-se em Alexsandro e trai Paulo Vítor, repondo a igualdade.

 

O GD Chaves abre a época com um empate que sabe a pouco pela hora tardia do golo poveiro, mas acaba por ser justo pelo jogo equilibrado entre as duas equipas.




 

HOMEM-DO-JOGO

 

 

João Correia – Tardou a entrar em cena, mas quando começou a carburar não parou de atormentar o Varzim SC. Letal nos cruzamentos e uma constante dor de cabeça para João Reis, esteve em grande neste jogo e continua a provar que é dos melhores laterais direitos da Segunda Liga.

 

O DESAPARECIDO

 

Fonte: GD Chaves

 

Paulo Vítor – Tanto calafrio! É certo que fez várias defesas importantes, mas as saídas do guarda-redes brasileiro são um constante problema para o GD Chaves e não deixa de parecer mal batido no golo do Varzim SC. Tem de ganhar um pouco de critério nas saídas e, aí sim, vai ser o guardião importante para o Desportivo.

 

DISCURSO DIRETO

 

Vítor Campelos: “Entrámos ansiosos, a errar muitos passes. Sofremos um golo, libertámo-nos e empatámos com toda a justiça. Na segunda parte chegámos à vantagem, podíamos ter aumentado a vantagem, mas o Varzim SC chegou ao empate. Não foi possível ganhar, mas esta Segunda Liga é uma maratona”

 

Alexsandro Ribeiro: “Estreia de ouro? Digamos que sim, mas trocava o golo e a estreia pelos três pontos. Acho que o empate é justo, enfrentámos uma grande equipa, mas viemos para ganhar e vamos seguir em frente, que o campeonato acabou de começar”

Outras publicações

Leave a Comment