Fonte: GD Chaves

Fonte: GD Chaves

 

“Até quando vamos deixar isto acontecer. Respeitem esta região”, lê-se numa tarja à entrada do estádio Municipal. O Desportivo de Chaves foi altamente prejudicado no duelo com o FC Porto, em mais uma série de erros que trava os flavienses.

 

A guerra com arbitragens não é connosco, não somos de nos esconder atrás do apito, mas há casos inacreditáveis, como aquele protagonizado por Manuel Oliveira.

 

 

É inaceitável que um árbitro expulse um jogador com dois cartões amarelos que não mereceu ver. Pior ainda quando num dos lances sofre falta!

 

É inaceitável que um árbitro veja dois jogadores da mesma equipa a chocar à entrada da área e transforme isto numa falta atacante.

 

É inaceitável que o Desportivo de Chaves avance para a próxima jornada sem dois jogadores, que acabaram altamente prejudicados pelo desastre de arbitragem.

 

 

E não é de agora que este chorrilho de disparates acontece em jogos com os Valentes Transmontanos. Como não esquecer o jogo com o Rio Ave, em que é amrcado um golo em claro fora de jogo? “Não acredito! Quem fez esta linha não pode estar mais como VAR!”, disse um ex-árbitro espanhol.

 

Sabemos que as “Ligas da Verdade” dos jornais valem o que valem, mas o Chaves aparece em claro destaque: são três jogos em que é prejudicado, mais que qualquer outro clube.

 

Mais: há três jogos na lista negra do jornal Record, a equipa que mais vezes aparece. Chaves-Vizela, Chaves-Rio Ave e Chaves-Sporting são todos jogos com prejuízo claro para a equipa azul-grená.

 

Está na hora de respeitarem o Desportivo!

 

 

P