Antevisões

Feirense – GD Chaves: Ganhar ou vencer frente aos já despromovidos

A pressão aumenta sobre os adeptos do Desportivo de Chaves, com o conjunto azul-grená a entrar nas últimas três jornadas da Primeira Liga ainda em zona de despromoção, mas com os mesmos pontos do Tondela e vantagem no confronto direto com os beirões, mas ainda falta um duelo de peso entre tondelenses e flavienses na derradeira jornada da liga. Mas primeiro, o Chaves tem de ir ao sempre difícil Estádio Marcolino de Castro defrontar o Feirense, já despromovido à Segunda Liga.

 

O Desportivo chega à 32ª jornada embalado por duas vitórias consecutivas, incluindo uma goleada estonteante sobre o Nacional na última jornada em casa, com William a voltar a mostrar a sua veia goleadora com um hat-trick, voltando aos golos depois de marcar pela última vez na terceira jornada do campeonato, frente ao Marítimo. Curiosamente, a data do último golo de William na liga combina com o início da derrocada da equipa fogaceira, que empatou frente ao Boavista em casa, somando o sétimo ponto em três jogos mas, desde então, o Feirense apenas somou mais oito pontos em todo o campeonato, habilitando-se a ser um dos piores últimos das últimas décadas.

 

Em antevisão ao duelo frente ao Feirense, José Mota garante que a equipa tem “trabalhado com maior alegria em relação a outros momentos da época, mas está consciente que só dependemos de nós”. “As vitórias trazem motivação. Temos conseguido ultrapassar algumas barreiras, em termos pontuais para os nossos adversários, mas a verdade é que ainda não ganhámos nada. É importante alertar que dependemos de nós para atingir os objectivos”, disse o timoneiro flaviense.

 

José Mota espera um jogo “extremamente disputado” contra o Feirense

 

Sobre o adversário, o treinador do Chaves antevê um jogo “extremamente disputado”. “É uma equipa extremamente competitiva e que está muito aquém. É uma equipa colectiva que devia fazer melhor. É uma equipa que, a qualquer momento, pode conseguir bons resultados”, afirmou.

 

Para este jogo, José Mota não poderá contar com André Luís e João Teixeira, ambos entregues ao departamento médico. Já Ghazaryan está recuperado da lesão sofrida frente ao Nacional, mas o técnico flaviense terá uma escolha difícil para fazer, já que o arménio esteve bem diante dos madeirenses, mas Bruno Gallo, bastante consistente na segunda metade da temporada, está de volta após castigo.

 

O histórico diante dos fogaceiros não é favorável aos Valentes Transmontanos no total, mas nas últimas cinco temporadas o Chaves apenas perdeu uma vez no Marcolino de Castro, com uma desapontante reviravolta sofrida em 2016/17, com o Feirense a levar a melhor sobre o Desportivo com uma vitória por 3-2 depois de estarem a perder por 2-0 na segunda parte. De resto, os flavienses somam dois empates e duas vitórias em Santa Maria da Feira, com a última vitória a remontar à época passada, com William e Matheus Pereira a darem a vitória aos transmontanos por 2-1.

 

O Desportivo de Chaves defronta o Feirense no sábado às 15H30, em jogo da 32ª jornada da Primeira Liga.

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.