Crónicas do Topo Sul

GD Chaves 0-2 UD Oliveirense: Desportivo mete água em noite de temporal

Fonte: Liga Portugal

GD Chaves foi desastroso na recepção à UD Oliveirense. Permitiu o adversário chegar à vantagem cedo e pouco ou nada mostrou para contrariar o resultado, naquela que é a primeira derrota flaviense na Segunda Liga.

 

O jogo começou com uma surpresa no onze, com Carlos Pinto a não lançar nenhum ponta-de-lança de início dada a indisponibilidade de Roberto, que temmve em contacto com um familiar infetado com a Covid-19.

 

Cedo começou o desastre flaviense, com Thalis a aproveitar a falta de pressão do GD Chaves para fazer o 0-1 aos nove minutos, num golaço de fora da área. A perder, demorou muito tempo até o Desportivo criar perigo, muito por causa da falta de inspiração de Batxi e João Reis, completamente desorientados durante os 90 minutos.

 

No entanto, o GD Chaves até gritou golo aos 15 minutos, numa rosca de João Reis após um canto a sofrer um desvio de um defesa e a bola a ficar em cima da linha, segundo o árbitro assistente.

 

Os flavienses não estavam nada inspirados e adormeceram antes do intervalo, o que acabou por ser fatal: canto na direita, ninguém marca Filipe Gonçalves e o capitão da UD Oliveirense a fazer o 0-2 em cima do final da primeira parte.

 

Pedia-se muito mais ao GD Chaves no segundo tempo, mas nem as entradas de Niltinho e Guedes – em estreia com a camisola flaviense – mudaram o rumo do jogo. Os comandados de Carlos Pinto nunca souberam responder à defesa cerrada do adversário e perdeu-se imenso com dribles e passes disparatados.

 

Perigo, esse, pouco apareceu a rondar a baliza de Coelho. Excepção feita a um cruzamento desviado por Guedes, mas o guarda-redes fez uma boa defesa.

 

Até ao final o 0-2 não se alterou e o GD Chaves sofre mesmo a primeira derrota na Segunda Liga, numa noite desastrada e que deixa muito a desejar dos comandados de Carlos Pinto.

 

HOMEM-DO-JOGO

 

Fonte: GD Chaves

 

Tratador da relva – Num jogo em que todos os jogadores do GD Chaves estiveram bem abaixo do esperado, aproveitamos para dar uma palavra de apreço ao tratador do relvado do Municipal. Depois de 90 minutos debaixo de chuva torrencial, o tapete verde aguentou-se muito bem e não danificou em nada a qualidade do jogo.

 

O DESAPARECIDO

 

Fonte: GD Chaves

 

João Batxi – Péssimo. O internacional sub-23 angolano fez a pior exibição desde que é aposta no GD Chaves. Perdeu bolas, foi desastrado nas recepções, não soube combinar com os colegas e, em 90 minuots, não criou perigo uma única vez ao adversário. Tem de mostrar muito mais no próximo jogo…

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.