vitor campelos maritimo Chaves

Fonte: GD Chaves

vitor campelos maritimo Chaves
Fonte: GD Chaves

 

A luta pela manutenção chega a Trás-os-Montes com um duelo de históricos. O Desportivo de Chaves chega ao jogo a meio da tabela, mas a passar a pior fase da época, sem vencer desde novembro. Já o Marítimo está a recuperar após a desastrosa primeira volta, mas continua em penúltimo lugar. Ainda assim, Vítor Campelos vê motivos mais que suficientes para um grande jogo.

 

“Temos de estar no máximo das nossas capacidades, concentrados e focados para fazermos um bom jogo. Creio que vai ser um bom espectáculo, porque são duas equipas que procuram jogar bom futebol. Espero que seja um jogo que consiga trazer muitos adeptos ao estádio”, sublinha.

 

O treinador azul-grená evita comparações com o jogo da primeira volta, que ditou a primeira vitória dos Valentes Transmontanos. Tempos diferentes para o técnico: “O Marítimo está uma equipa totalmente diferente daquilo que era. Nós também. Creio que vamos defrontar uma equipa que, neste momento, tem uma cara renovada, até porque tem vários jogadores que chegaram neste mercado de inverno e tem um treinador novo, que tem dado um cunho pessoal.”

 

Oitos baixas para o duelo com os insulares

 

PSX 20220820 225303
Héctor é um dos vários lesionados de longa duração no Desportivo Fonte: GD Chaves

 

Não faltam dores de cabeça para Vítor Campelos no jogo com o Marítimo. O departamento clínico flaviense está lotado e as baixas são muitas: João Correia, Edu, Héctor Hernández, Rodrigo Moura, Sarr, Arriba, Luther Singh e Obiora estão indisponíveis.

 

Para este domingo, deve ser Ricardo Guima a ter tarefas mais defensivas, dada a falta de médios defensivos disponíveis. Assim, espera-se que o trio Guima-Mendes-Teixeira surja no meio-campo flaviense.

 

Sem tantos jogadores, os treinos têm contado com a ajuda de vários jogadores dos juniores, que apoiam os trabalhos do treinador azul-grená. O guarda-redes Philip, Couto, Nuno, Manuel Vitorino, Rafa, Kusso e Mamadu.

 

 

P