Antevisões

Antevisão GD Chaves-Varzim: Tempo de voltar a sorrir no Municipal

Fonte: Varzim

Pela primeira vez desde há muito tempo, partimos para um jogo motivados. Sentimento raro num adepto do GD Chaves esta época e que todos queremos que continue durante o resto do campeonato, de forma a terminar na melhor posição possível antes de pensar na próxima temporada. Mas antes de pensarmos já na «Silly Season», temos o Varzim pela frente.

 

Mais que uma vitória, o jogo na Covilhã mostrou também aquele que é, possivelmente, o melhor onze do Desportivo para esta temporada. A titularidade de Calasan é uma obrigação na defesa, a linha de três centrais correu bastante bem, Simãozinho é uma excelente opção para o lugar de José Gomes, que está claramente em baixo de forma, além de Batxi dar uma genica diferente à ala direita.

 

Claro que tudo isto pode ser fogo de vista, mas é por isso que este jogo com o Varzim é tão importante. Aqui vai-se ver se a equipa tem “pernas para andar” e conseguir resultados estáveis até ao fim da temporada, ainda para mais frente a uma equipa num bom momento.

 

GD Chaves com várias baixas

 

Não seria uma jornada do Desportivo sem uma série de lesões a limitar as escolhas de César Peixoto. Desta feita, são seis os ausentes nas opções do técnico azul-grená: Wellington, João Correia e Rafael Viegas continuam no departamento médico, juntamente com os lesionados “crónicos” Babanco e David Luís, além de Niltinho, que recupera de uma cirurgia ao tendão de Aquiles.

 

Ainda assim, são ausências que não afetam o onze inicial de César Peixoto para o jogo com o Varzim, isto porque se espera que repita a mesma equipa inicial que jogou com o SC Covilhã. “Em equipa que ganha, não se mexe” e esperemos que esta máxima seja utilizada pelo técnico no reencontro com os poveiros.

 

O que esperar do Varzim

 

O Varzim leva já três vitórias seguidas e parece revitalizado para o que resta do campeonato. Nesses três triunfos, dois com os candidatos à subida Estoril e Mafra, os poveiros marcaram sete golos e sofreram dois, com um trio de ataque em destaque: Levi Lumeka, Leonardo Ruíz e George Ofosu.

 

Comecemos por Lumeka. O extremo inglês é uma das revelações da Segunda Liga esta época e, com apenas 21 anos, leva já oito golos em 27 jogos, além de três assistências no campeonato. Mas o avançado não está sozinho na lista de surpresas da temporada.

 

Leonardo Ruíz é o homem-golo desta formação e o Desportivo já sofreu com a pontaria do avançado colombiano. Na primeira volta, o avançado emprestado pelo Sporting fez os dois golos da vitória poveira frente a uns flavienses perdidos sob orientação de José Mota. No total, são 14 os golos marcados por Ruíz esta época, com 11 na Segunda Liga que fazem dele o 2.º melhor marcador do campeonato.

 

Por fim está Ofosu. O extremo ganês apareceu tarde no Varzim, mas tem sido vital nas últimas partidas dos poveiros. Nos últimos três jogos marcou dois golos, que fazem dele mais uma unidade importante num ataque goleador que os aurinegros montaram para esta temporada.

 

O jogo entre o GD Chaves e o Varzim está marcado para este domingo, às 17h15, no Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira, com entrada livre para as mulheres e sócios do Desportivo. Bilhetes para o público custam 10€.

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.