Do Melhor ao Pior

Do Melhor ao Pior no… GD Chaves-Varzim SC: João Correia em destaque

João Correia esteve a bom nível no duelo do GD Chaves com o Varzim SC
Fonte: GD Chaves

O regresso do GD Chaves não teve golos, mas viu-se bom futebol e muita qualidade individual frente ao Varzim SC. Depois de um dia para «meditar» sobre o jogo, eis a nossa avaliação aos Valentes Transmontanos, que lutaram pela vitória até ao fim.

 

Paulo Vítor – 5: Jogo tranquilo para o guarda-redes brasileiro, que mal precisou de suar durante os 90 minutos.

 

João Correia – 8: O lateral-direito foi incansável ao longo de toda a partida e foi o responsável por muito do perigo que chegou ao ataque flaviense. Pecou só por ainda não conseguir marcar de azul-grená, mas está a provar o porquê do Desportivo de Chaves ter apostado na contratação em definitivo do jogador de 23 anos.

 

José Gomes – 5: Muito menos ativo que o colega da ala direita, José Gomes não se mostrou muito no GD Chaves, com algumas dificuldades nas decisões e no primeiro toque. É capaz de mais no futuro.

 

Bura – 6: Tranquilo, sem qualquer problema, resolveu todos os (poucos) problemas criados pelo Varzim SC. Além da capacidade defensiva, provou que não é preciso um central ser um prodígio técnico para meter a bola certeira nos colegas de equipa.

 

Luís Rocha – 6: Um Capitão com “C” grande, Luís Rocha teve uma partida tranquila, mas mais que as tarefas defensivas que teve de realizar, capitaneou com classe uma equipa fragilizada por não ter o treinador no banco. Depois de dois anos com capitães medíocres, foi uma mudança muito bem-vinda no GD Chaves.

 

Nuno Coelho – 7: Grande exibição do experiente médio-defensivo. Forte nas tarefas defensivas e a mostrar grande qualidade com a bola nos pés, foi impecável no meio-campo flaviense. Para quem teve Jefferson e Gamboa na época passada, Nuno Coelho foi um regalo para os olhos.

 

Benny – 7: A grande surpresa da tarde. O jovem médio chegou ao GD Chaves em janeiro, mas esteve desaparecido nos primeiros meses nos flavienses. Agora às ordens de Carlos Pinto, Benny encheu o campo com passes milimétricos e remates perigosos de longe. Foi o inesperado motor de jogo do conjunto azul-grená.

 

João Correia protagonizou uma excelente exibição e foi coroado como o homem do jogo para a Sport TV Fonte: GD Chaves

 

João Teixeira – 5: Continua difícil definir quanto vale João Teixeira. O médio tem claramente talento para mais que a Segunda Liga, mas continua a tardar em render toda a qualidade que tem nos pés. Notaram-se pormenores interessantes do jogador, mas que não renderam nada de relevante para a equipa. Ficamos à espera que mostre o porquê de ter sido uma das maiores promessas do SL Benfica.

 

Zé Tiago – 6: Mais mexido que João Teixeira, mas sem ser determinante na forma do GD Chaves jogar. Zé Tiago teve uma estreia razoável com a camisola flaviense, mas notou-se alguma demora na altura de decidir. Se conseguir ser mais rápido a rematar ou a passar, pode ser um desequilibrador nato nos Valentes Transmontanos.

 

João Batxi – 5: Foi com mais coração que cabeça a exibição do jovem extremo. A começar a época a titular, tentou mostrar serviço sempre que teve a bola nos pés, mas acabou por não conseguir dedicar-se a 100% ao jogo da equipa. Tem potencial para fazer a diferença ao longo da época, mas ainda tem de afinar a forma de jogar com a do Desportivo.

 

Roberto – 5: Num jogo em que teve múltiplas oportunidades, exigia-se que o experiente ponta-de-lança conseguisse fazer um golo no meio de tanto domínio flaviense mas, infelizmente, não foi assim. Uma falsa partida do goleador ex-Estoril Praia.

 

André Luís – 6: Entrou na segunda parte para dar mais poder de fogo ao ataque flaviense, mas não teve mais sorte que Roberto. Ainda assim, de assinalar um livre já perto do fim, que só não deu em golo por Ricardo Nunes fez uma grande defesa.

 

Niltinho – 5: Foi muito bom voltar a ver o brasileiro a vestir a camisola flaviense depois de uma temporada em que sofreu duas lesões graves. Não deu para ver aquele brilhantismo que Niltinho nos habituou, mas fica assinalado que Carlos Pinto conta com um «reforço» de peso para as alas esta época.

 

Wellington – 5: Em seis minutos, não se esperava que fizesse a diferença. Que recupere a condição física e que possa ser importante para os flavienses

 

Nicolas – 5: Também só esteve seis minutos em campo. Esperemos para ver se tem mais oportunidades no futuro.

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.