Crónicas do Topo Sul

Vilafranquense 1-1 GD Chaves: Bomba de Batxi salva um ponto

João Batxi marcou o golo do empate do GD Chaves
Fonte: GD Chaves

 

No regresso à competição, o GD Chaves foi desastrado e deixou uma péssima imagem às dezenas de adeptos que se deslocaram a Rio Maior e só uma obra de arte do internacional angolano Batxi permitiu aos flavienses levarem pontos para casa.

 

Os locais abriram o jogo a testar os reflexos de Amu, mas rapidamente o GD Chaves ficou por cima do desafio, com um cabeceamento de Alexsandro a obrigar Luís Ribeiro a aplicar-se aos 15 minutos.

 

Aos 20′, o Desportivo beneficiou de um penálti por falta sobre Platiny mas Nuno Coelho, chamado a marcar, acertou no poste e desperdiçou a oportunidade. Em cima do intervalo, João Correia entrou pela área dentro e disparou à baliza, mas o guarda-redes do Vilafranquense fez uma grande defesa.

 

Batxi festeja o golo do empate flaviense
João Batxi ofereceu o empate ao GD Chaves com um grande golo Fonte: GD Chaves

 

O intervalo fez mal aos Valentes Transmontanos e a equipa regressou para a segunda parte adormecida e apática, o que permitiu aos ribatejanos adiantarem-se no marcador: Alexsandro derrubou Nenê e o árbitro assinalou penálti, que o próprio brasileiro converteu.

 

O GD Chaves continuou sem ideias, sem conseguir visar a baliza adversária e com Platiny a ser sempre bloqueado pelos defesas do Vilafranquense. O deserto de ideias quase deu em machadada final para os locais, mas valeu Samu a fazer a defesa da tarde a um remate de fora da área de Nenê.

 

A reação flaviense só surgiu nos minutos finais do desafio, primeiro com João Mendes a falhar um golo à boca da baliza, depois com o momento da tarde: Batxi disparou fortíssimo de fora da área para fazer o 1-1, com a bola ainda a bater na barra.

 

O GD Chaves saiu do estádio Municipal de Rio Maior com um ponto, mas com muito trabalho por fazer para os comandados de Vítor Campelos.

 



 

HOMEM-DO-JOGO

 

Fonte: GD Chaves

 

Samu – O guarda-redes foi gigante na baliza flaviense e evitou males maiores para o GD Chaves. O jovem guardião voltou a mostrar serviço no segundo jogo a titular e parece ter agarrado o lugar, pelo menos para já.

 

O DESAPARECIDO

 

Fonte: GD Chaves

 

Juninho – O avançado brasileiro não está com a cabeça em Chaves e isso notou-se frente ao Vilafranquense. Pouco ou nada criou o jogo todo e começa a pedir uma estadia no banco de suplentes.

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.