Crónicas do Topo Sul

Arouca 0-0 GD Chaves (3-5 pen.) | “Flavienses garantem ida à fase de grupos da Taça da Liga”

Os homens de Daniel Ramos estiveram por cima do encontro, mas o nulo no final dos 90 minutos levou a decisão para os penáltis, onde o conjunto azul-grená fez história.

É caso para dizer “à sétima é de vez”. Pela primeira vez na sua história o Chaves conseguiu chegar à fase mais decisiva da Taça da Liga, competição criada em 2007/08, fazendo companhia às equipas do topo da tabela da Primeira Liga e a lutar, certamente, por um lugar na final-four em janeiro.

Num jogo não tão bem jogado quanto seria de esperar, o Desportivo apresentou-se com António Filipe, Brigues, Maras, Marcão, Luís Martins, Filipe Melo, Stephen Eustáquio, João Teixeira, Ghazaryan, Avto e Platiny, mostrando alguma “ferrugem” por tirar e que ainda há coisas para afinar. Porém, os momentos de maior destaque foram dois golos anulados, um para cada lado, que ainda deram alguma emoção aos adeptos que foram ao Municipal de Arouca, apesar da desilusão após o apito do árbitro.

Antes do final dos 90 minutos, há a destacar a estreia oficial do jovem flaviense Mica Borges, que assinou contrato profissional com o Desportivo de Chaves. Nos penáltis, o conjunto azul-grená fez o pleno, marcando os cinco pontapés que foi chamado a marcar, enquanto que António Filipe voltou a ser herói ao defender o remate do belga Bertaccini, repetindo a proeza que fez nas grandes penalidades frente ao FC Porto em 2016/17.

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.