Aves 0-1 GD Chaves: Regresso às vitórias arrancado à… Cabeçada

Fonte: GD Chaves

 

Começou da melhor maneira a estreia de José Mota ao comando dos Valentes Transmontanos. No terreno do seu antigo clube, o novo timoneiro do Desportivo conseguiu fazer os seus pupilos regressar às vitórias após cinco jogos sem conquistar os três pontos, má forma que levou ao despedimento do antigo técnico Tiago Fernandes.

 

Com Lionn, Luís Martins e Bressan no onze inicial – relegando para o banco Costinha, com Paulinho e Djavan a ficarem de fora da convocatória – o Chaves entrou forte e procurou inaugurar o marcador desde cedo, com Luther Singh a aparecer no meio e a atirar cruzado, com o guarda-redes do Aves batido, mas a bola foi bater com estrondo no poste da baliza. Dado o aviso, foram mesmo os transmontanos a abanar as redes pela primeira vez e logo num canto, bola parada que pouco ou nenhum proveito trouxe ao Chaves esta temporada: A bola de Bressan chegou ao segundo poste, onde apareceu Maras a cabecear com força para o fundo da baliza e a deixar em êxtase os perto de mil flavienses nas bancadas.

 

Com uma vantagem preciosa no marcador, o Desportivo conseguiu olhar com outros olhos para o resto dos 90 minutos, permitindo mais calma aos comandados de José Mota e onde sobressaiu a alta concentração do trio defensivo composto por Maras, Campi e António Filipe, com os elementos da retaguarda em grande nível e a serem essenciais a bloquear os muitos cruzamentos que o ex-Chaves Rodrigo Soares lançava para a grande área, onde Mama Baldé aparecia mas sem nunca conseguir atirar com nexo à baliza, explicando-se assim a vantagem ao intervalo.

 

Perto de mil Valentes Transmontanos apoiaram o Chaves rumo à vitória Fonte: GD Chaves

 

Na segunda parte, e apesar da primeira oportunidade surgir num livre de longe de Luís Martins que saiu ligeiramente ao lado, continuaram a ser os locais a aparecer mais em zonas de finalização, com Mama Baldé, aos 57 minutos, a aparecer na cara de António Filipe, mas o experiente guarda-redes flaviense defendeu o remate e manteve a baliza inviolada. As investidas avenses continuaram, com o inconformado Baldé a ter várias oportunidades para empatar o jogo, mas António Filipe foi uma barreira intransponível.

 

O Desportivo só voltou a ter uma oportunidade à beira dos 90’, com William a aparecer isolado mas a não ter discernimento para ultrapassar Beunardeau, apesar do avançado do Chaves estar em posição irregular no início do lance. Nos últimos suspiros da partida, novamente Mama Baldé visou a baliza transmontana, mas o pontapé acrobático do jogador emprestado pelo Sporting saiu ao lado, acabando por confirmar-se o regresso às vitórias do Chaves e logo na estreia de José Mota ao comando dos Valentes Transmontanos.

 

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

 

CD Aves: Q. Beunardeau, Rodrigo, C. Ponck (M. Tavares, 58’), D. Gallo, J. Felipe, V. Gomes (C. Falcão, 23’), Luquinhas, M. Baldé, V. Costa, L. Fariña (A. Diallo, 85’), Derley

GD Chaves: A. Filipe, Lionn, N. Maras, G. Campi, L. Martins, Jefferson, B. Gallo, R. Bressan (J. Costinha, 68’), L. Singh (Niltinho, 80’), R. Macedo (F. Melo, 89’), William

Outras publicações

Leave a Comment