Antevisões

É altura do GD Chaves dizer: Quero ficar na Primeira!

Fonte: Lusa

Valentes Transmontanos jogam cartada decisiva na luta pela permanência frente ao Santa Clara e tudo o que não seja a vitória poderá deixar o Chaves em maus lençóis.

 

Entramos na altura mais decisiva do campeonato. Apesar de ainda haver 11 jogos até ao término da Liga NOS 2018/19, os comandados de Tiago Fernandes têm pela frente três jogos diante de adversários teoricamente ultrapassáveis que poderão dar o balanço necessário para sair da linha de água pela primeira vez em quatro meses, ou deixar os flavienses bem perto de um regresso desagradável à II Liga.

 

O primeiro adversário neste trio de jogos onde é imperativo fazer, no mínimo, sete pontos, é o Santa Clara, com os açorianos a viajarem até Trás-os-Montes num confortável oitavo lugar, a oito pontos da linha de água. Apesar da segunda volta não estar a correr tão bem como a primeira, os comandados de João Henriques vêm de três vitórias nos últimos cinco jogos, conseguindo os três pontos frente a Portimonense, Rio Ave e Nacional e perdendo pela margem mínima contra o Sp. Braga e o Boavista.

 

Já o Desportivo de Chaves não ganha há três jogos, com derrotas fora frente aos candidatos ao título Sp. Braga e Benfica, além de um empate bastante agridoce contra o Boavista em casa, estando os transmontanos num incómodo penúltimo lugar, a quatro pontos dos lugares de salvação. A segunda volta tem estado a correr bem ao conjunto azul-grená, que já conseguiu tantos pontos como Daniel Ramos em toda a sua estadia em Chaves, mas chegou a altura da decisão sobre se o Desportivo tem ganas suficientes para se manter no principal escalão do futebol português ou se será obrigado a regressar aos escalões secundários.

 

O futuro dos Valentes Transmontanos na Primeira Liga está em jogo e só a vitória interessa frente ao Santa Clara. A ver vamos de que raça são feitos os jogadores do Chaves.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *