Crónicas do Topo Sul

GD Chaves 0-2 Nacional: Que vergonha alheia esta equipa

Fonte: GD Chaves

Que raio foi isto? Dos jogos que maior vergonha alheia deram aos adeptos desde a goleada sofrida com o Tondela. O Desportivo foi comigo de todas as maneiras e feitios pelo Nacional, fica a nove pontos da zona de subida, uma utopia que mais vale nem pensar, que claramente não é para nós.

 

César Peixoto decidiu apostar em Wagner e Sodiq de início e os extremos foram aquilo que é normal. Nulidades, seres completamente inúteis que nos deixam a pensar se não valia mais jogar com o Niltinho com a perna engessada. Depois na defesa estava Kevin Medina, um jogador que já todos percebemos que não serve para este sistema, mas lá está ele no onze inicial do Chaves. Que é feito do Calasan? Têm alergia a jogadores de qualidade?

 

Quanto ao jogo, não há muito a dizer: o Nacional dominou, mostrou que tem muito melhores individualidades que o Desportivo e que fez o que quis do Chaves, que foi completamente inútil o jogo todo e, se criou duas oportunidades, já foi muito. Resultado? 2-0, um golo oferecido por Medina e um outro em que a bola desvia em Hugo Basto, para um auto-golo.

 

Agora, vamos para o momento mais ridículo do jogo. Já em cima dos noventa, há uma falta sobre um jogador do Nacional, ao que um jogador que estava no banco madeirense empurrou João Teixeira. Eis que se criou uma confusão perto do banco do Nacional, o treinador de guarda-redes do Chaves foi tirar explicações ao jogador aurinegro e parecia um puto parvo a querer dar porrada em toda a gente. P’lo amor de Deus, alguém que despeça este homem imediatamente, já agora.

 

Espetáculo degradante entre adultos que Ricardo Nunes decidiu juntar-se e acabou expulso. Resultado? Kevin Medina na baliza e o Chaves nem conseguiu aproveitar a vantagem numérica, após expulsão de um jogador do Nacional minutos antes da confusão.

 

O Desportivo não jogou nada, não mostrou nada, só fez figuras tristes e Pedro Proença, na tribuna do Municipal, a ver um espetáculo degradante de baixo nível do maior representante de Trás-os-Montes. Que vergonha alheia, mas ainda se vai a tempo de ver cabeças a rolar no plantel.

1 COMMENTS

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *