Crónicas do Topo Sul

GD Chaves 1-3 Sporting CP: Garra não bastou aos Valentes Transmontanos

Fonte: Liga Portugal

 

E do último duelo contra um “grande”, saiu nova derrota para os Valentes Transmontanos. Num jogo que se avizinhava difícil, o Sporting acabou por levar a melhor já perto do fim, mesmo depois do Chaves ter conseguido empatar a contenda com dez jogadores em campo. José Mota apresentou duas alterações no onze inicial em relação ao triunfo na Vila das Aves, com Paulinho e André Luís a entrarem para os lugares de Lionn e Luther Singh.

 

O Desportivo de Chaves abriu o jogo cauteloso, a tentar quebrar a manobra ofensiva do adversário e a tentar contra-atacar para chegar ao golo, pelo que não surpreendeu a primeira oportunidade do jogo ser a favor do Sporting, num remate de fora da área bem defendido por António Filipe. Na sequência do canto, um cabeceamento ao primeiro poste saiu ao lado da baliza.

 

Mas cedo o conjunto azul-grená sofreu um revés, com os lisboetas a adiantarem-se no marcador aos 24 minutos. Buraco na esquerda da defesa flaviense, Ristovski cruza a bola para o segundo poste e Luiz Phellype apareceu sozinho a encostar para o 0-1, num lance onde a defesa do Chaves fica com culpas no cartório. Apanhado em desvantagem, o Desportivo tentou procurar o empate através de cruzamentos para a área, mas a defesa do Sporting estava atenta e evitou as poucas oportunidades construídas pelos Valentes Transmontanos, chegando o encontro ao intervalo com o 0-1 no marcador.

 

A expulsão de Jefferson dificultou a tarefa ao Chaves na segunda parte Fonte: Liga Portugal

 

Na segunda parte o Desportivo de Chaves procurava visar mais a baliza de Renan, mas sofreu um duro golpe logo aos 50 minutos quando Jefferson, numa entrada imprudente sobre Gudelj, viu o segundo amarelo. A jogar com dez, os transmontanos mostraram personalidade e o Sporting não ficou propriamente confortável com mais um homem em campo. Aos 55 minutos, um livre de Bressan chegou ao segundo poste, onde Campi cabeceou ao poste da baliza leonina.

 

Cheirava a empate e os adeptos puderam finalmente festejar a igualdade aos 60 minutos, com Bruno Gallo a encontrar muito bem André Luís nas costas da defesa e o avançado brasileiro bateu Renan, naquele que foi o terceiro golo do brasileiro no campeonato e motivo de rejubilo para os milhares de adeptos do Chaves nas bancadas do Municipal.

 

O Sporting tentou procurar novamente a baliza do Chaves, mas António Filipe foi um guarda-redes seguro até aos 74 minutos, quando o experiente guardião do Desportivo se lesionou no tornozelo e acabou por ter de ser substituído por Ricardo Nunes. Aos 80 minutos, porém, os visitantes voltaram para a frente do marcador, com Bruno Fernandes a fazer um grande golo de fora da área.

 

Com o 1-2 no marcador, vieram os casos de arbitragem. Primeiro aos 85 minutos, com Nikola Maras a ver o cartão vermelho por obstrução. Porém, após recorrer ao VAR, Manuel Mota voltou atrás e deu cartão vermelho a Ristovski por acertar com os pitons em Niltinho. Seguiu-se um penálti por assinalar aos 90’+2, com Paulinho a ser atropelado na área do Sporting, mas o árbitro nada assinalou.

 

Com o Chaves desesperado em empatar o encontro, acabou por ser o Sporting a fechar o resultado com o 1-3 já com 11 minutos para lá dos 90, novamente por Luiz Phellype. O Desportivo acabou por sofreu uma derrota – a primeira de José Mota – mas mostrou garra, acabando a 27ª jornada ainda a dois pontos dos lugares de salvação quando estamos a seis jornadas do final do campeonato.

 

ONZES INICIAIS E SUBSTITUIÇÕES

 

GD Chaves: A. Filipe (Ricardo, 74′), Paulinho, N. Maras, G. Campi, L. Martins, Jefferson, B. Gallo, Bressan, R. Macedo (L. Singh, 59′), A. Luís (Niltinho, 85′), William

 

Sporting CP: Renan, S. Ristovski, S. Coates, J. Mathieu, C. Borja (J. Cabral, 73′), N. Gudelj (I. Doumbia, 66′), B. Fernandes, Wendel, Raphinha (B. Gaspar, 90’+4), M. Acuña, L. Phellype

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.