Crónicas do Topo Sul

GD Chaves 2-1 Penafiel: Terceira vitória consecutiva para os Valentes Transmontanos

Fonte: GD Chaves

Três vitórias seguidas: é este o saldo do Desportivo de Chaves depois da derrota embaraçosa na primeira jornada frente ao Nacional. Agora frente ao Penafiel, um velho rival nas divisões inferiores do futebol português, José Mota repetiu o onze que venceu a Académica em busca de mais três pontos.

 

Já com Ricardo Nunes na bancada – e com direito a ovação do público transmontano – o jogo abriu praticamente com um penálti para o Chaves a castigar falta na área sobre Platiny. Chamado a converter, Wagner partiu devagar para a bola, mas conseguiu enganar o guarda-redes e fazer o primeiro golo com a camisola azul-grená.

 

O Desportivo foi mantendo a posse de bola, mas o Penafiel esteve perto de empatar por duas vezes: primeiro com uma boa defesa de Igor a remate de Yuri, depois foi Gleison a tentar o golo de baliza aberta, mas um defesa flaviense conseguiu o corte.

 

Ricardo Nunes já esteve na bancada após cirurgia a problema oncológico Fonte: GD Chaves

 

Na segunda parte o jogo perdeu qualidade e José Mota tentou refrescar a equipa com as entradas de Raphael Guzzo, André Luís e João Correia para os lugares de João Teixeira, Platiny e Wagner, respetivamente.

 

E o extremo emprestado pelo Vitória SC, em estreia, serviu Costinha para o golo da tarde: remate ainda longe da baliza, cruzado, e a bola só parou nas redes do guarda-redes do Penafiel, sem hipóteses para defender o 2-0 já a oito minutos dos noventa.

 

Mas o Penafiel ainda conseguiu marcar o golo da praxe – o sexto sofrido pelo Chaves esta época – dois minutos depois, com Ronaldo a aproveitar uma rosca de Hugo Basto após um canto para encostar para o 2-1 final, que deixa o Desportivo de Chaves em terceiro lugar do campeonato com nove pontos.

COMENTA ESTE ARTIGO

O seu endereço de email não será publicado.