Antevisões

GD Chaves – Benfica | “Tempo do Chaves transformar o Municipal num forte!”

Valentes Transmontanos recebem o Benfica no Municipal com Daniel Ramos a procurar manter a sua aptidão para bater “grandes” em casa, tal como aconteceu no Marítimo.

 

O Desportivo regressa a casa quase um mês após o último encontro em Trás-os-Montes para um dos grandes duelos da temporada. Com ausências dos dois lados há motivação suficiente para o conjunto azul-grená voltar a surpreender os encarnados, que não acontece desde a vitória flaviense por 3-1 em 1996/97.

 

Derrotar o primeiro “grande” no Municipal

 

Se o mês começou com um duelo em casa contra o líder Sp. Braga, então setembro acaba contra o candidato ao título Benfica, em igualdade pontual no topo da tabela com os bracarenses. Frente aos arsenalistas o Desportivo esteve a bom nível apesar de não conseguir evitar a derrota, mas agora frente ao primeiro “grande” que visita Trás-os-Montes Daniel Ramos tentará manter a fortaleza que criou no Marítimo em jogos caseiros contra os candidatos.

 

Para conseguir um resultado positivo, o técnico flaviense deverá fazer regressar o duplo-pivot com Jefferson e Stephen Eustáquio, conseguindo suster o ataque sempre difícil do Benfica. No ataque, boas notícias com a disponibilidade de William para o jogo, podendo manter em xeque os defesas encarnados, adiando a estreia a titular de André Luís para outra altura. Já na defesa, Daniel Ramos tem o que lhe faltou nos dois jogos contra o Porto: a defesa a 100%, devendo jogar o mesmo quarteto que defrontou o Boavista.

 

No entanto, há dois jogadores em dúvida para o jogo, com Hugo Basto e Bressan a continuarem em tratamento médico. Sem o bielorrusso, o Chaves deve jogar com o Bruno Gallo no meio-campo, apesar da titularidade de Ghazaryan ou João Teixeira, médios mais de ataque, também serem uma possibilidade para construir jogo no ataque.

 

O que esperar do Benfica

 

De Lisboa vem uma equipa encarnada ainda sem qualquer derrota no campeonato, onde só perdeu pontos contra o Sporting. Para este jogo, João Félix e Salvio estão lesionados e não vão ser opção, enquanto Grimaldo recuperou de lesão, mas há dúvidas sobre se será titular. Assim, Cervi e Rafa Silva deverão ser titulares nas alas do ataque, enquanto Yuri Ribeiro deve ser o lateral esquerdo escolhido por Rui Vitória, poupando Grimaldo. O lateral direito Corchia também recuperou de lesão e poderá estrear-se no lugar de André Almeida.

 

No meio-campo há um reforço de peso, com o brasileiro Gabriel a mostrar-se a grande nível contra o Aves e deve ser o criativo dos encarnados. Já na baliza há um monstro que vai ser uma dor de cabeça para o ataque flaviense, com Vlachodimos a ser o guardião de serviço nos encarnados, sendo mais uma barreira a ultrapassar pelos flavienses. Resumindo, vem aí uma equipa complicada, cheia de qualidade individual, mas que também sofre calafrios e que tem as suas lacunas, pelo que não são impossíveis de bater, nem de perto, nem de longe.

 

Flavienses e encarnados defrontam-se amanhã, quinta-feira, às 20H15, no estádio Municipal Eng.º Manuel Branco Teixeira, para a 6ª jornada da Liga NOS.

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *